Cover of A Philosophia Da Natureza Dos Naturalistas

A Philosophia Da Natureza Dos Naturalistas

Auhtor: Antero De Quental

Language: english
Published: 1894

Genres:

science
Downloads: 280
eBook size: 376Kb

Review by Michael Gallagher, September 2007


Rating: (*****)
Copyright: Public Domain in the U.S.
Please check the copyright status in your country.

Excerpts from the Book 'A Philosophia Da Natureza Dos Naturalistas':

... bibliographica so exemplares de methodo e de bom senso, de finura e de erudio, de escrupulosa imparcialidade e d'aquella serena comprehenso dos ...
... Sem elles mal se poder comprehender a obra do grande Mestre na sua extenso, valor, influencia, e mal se poder explicar tambem a filiao ou dependencia ...
... communicando-lhe a maxima potencia de suggesto e de interesse. Mostremo-lo, embora de relance. Anthero de Quental, partindo do principio ...
... para dizer alguma cousa sobre uma escola philosophica, cujos chefes respeito e cuja importancia no desconheo mas cujas tendencias esto muito longe, em ...
... uma materia prima. Um homem de sciencia, por encyclopedico que seja, se no tiver ao mesmo tempo reflectido muito e undamente sobre as questes puramente ...
... s suas doutrinas geraes. Sei s que outros mestres eminentes, como Virchow, Helmholtz, Huxley e Du Bois-Reymond esto longe de se darem por inteiramente ...
... todas as foras so reductiveis a movimentos. uma fora no mais do que materia em movimento. Mas, se isto assim, a materia no j tudo o que in situ ...
... tudo no universo perpetua mudana, differenciao e instabilidade. O nosso auctor levanta se desdenhosamente contra o atomismo. Entretanto ...
... nos prolegomenos-these que todavia , philosophicamente, o seu fundamento. Com effeito, se havemos de entender que todo o movimento, seja de que ...
... scientificamente, um facto: um facto, que pela sua generalidade, envolvendo a explicao de innumeros outros factos, tem o valor d'uma theoria, mas ...
... por conseguinte, n'uma esphera limitada da phenomenalidade. Em segundo logar, a passagem d'uma determinada ordem de phenomenos para outra no se pde ...
... sobre que, para merecer o nome de philosophia da natureza, se deveria apoiar. Com effeito, se o universo evolve porque que evolve. Se a sciencia ...
... (e muitos outros atraz d'elle e com elle) a desconhecerem a importancia capital da ideia de finalidade e a minarem aquillo que justamente lhes deveria ...
... porque so duas espheras do conhecimento, que ao mesmo tempo que se oppem, reciprocamente se completam. Perceberia ento uma cousa, e que, no s o movimento ...
... , racional, disse Hegel. Pretender amputar a razo pretender amputar a realidade. dentro da razo, no fra d'ella, que teem de ser marcados os limites ...
... e so a transformao d'essas aces- facil. Agora o que no facil, porque simplesmente impossivel, explicar e fazer comprehender (como ha poucos ...
... in heaven and earth, Horatio, Than are dreamt off in your philosophie. QUINTO ARTIGO[F]. Pretenderei eu accaso com esta critica, contestar o valor ...
... Se as sciencias da natureza e da sociedade convergem hoje no sentido da evoluo, convergem movidas pelo influxo intimo do estado mental-metaphysico ...
... na sciencia, pela hypothese que a vem fecundar perao da sciencia na especulao, pelo correctivo imposto, em nome da realidade, dos factos positivos, ...
... printed text pages. The Plotters is presented here in a high quality kindle edition. This popular classic work by Alexander Blade is in the English language. ...