Cover of A Hora Do Crime

A Hora Do Crime

Auhtor: Francisco Luiz Coutinho De Miranda

Language: english

Genres:

classic
Downloads: 311
eBook size: 247Kb

Review by Daniel G. Lebryk, April 2008


Rating: (***)
Copyright: Public Domain in the U.S.
Please check the copyright status in your country.

Excerpts from the Book 'A Hora Do Crime':

... Bemdita a fatalidade que sem produzir os resultados negros a que mirava, operou a convers~ao espontanea de um illudido, que se deixou desvairar ...
... que tem por evangelho a tolerancia, a deosa que manda respeitar a vida humana, mancharam-se de sangue no Mexico, mas j'amais se ennodoar~ao na nobre ...
... de um corrilho! Um republicano n~ao devia, n~ao podia, sem deshonra, entregar a Amadeu o sceptro hespanhol mas um montpensierista p'ode, ...
... os cadaveres dos populares e dos soldados, povo tambem, sacrificados n'aquelle dia aos caprichos e vele'idades do governo pessoal! E esses homens ...
... da tyrannia, a falsa liberdade! Em logar do despotismo brutal mas franco, por que constituia a base do systema governativo, o despotismo hipocritamente ...
... Para elles a tolerancia est'a nas cadeias em que encerram os adversarios ou aquelles que, fatigados dos seus desvarios, lancam m~ao do recurso ...
... de amarga censura, ou de pungente ironia, contra os que cynicamente antep~oem 'a lei a sua vontade pessoal, e j'a os escriv~aes e os juizes, os ...
... na phrase eu n~ao pensei em fazer do palco estatua de Pasquino, nem cruz ignominiosa de nenhum homem publico! E apesar d'isso conheco que me ...
... minha id'ea! Conheci que o conselheiro que eu busc'ara cumpria o seu dever e era leal, porque me dizia verdade! Resignei-me com a fatalidade ...
... de Cadix, que ainda hoje o seguem mas n~ao creio na boa estrella que os monarchicos devisam onde eu s'o vejo negrura e trevas! MARTINEZ ...
... do rei! Amadeu tem contra si a m'a vontade de todos os partidos d'Hespanha e dos que o repellem, dos que o guerreiam, dos que j'amais lhe dar~ao ...
... e acompanharmos a Madrid sua magestade Amadeu 1.o IZABEL Vae, vae, meu querido e oxal'a que essa viajem do rei novo me n~ao fira ...
... por monosyllabos 'as minhas carinhosas interrogac~oes?... Que tens tu, minha irm~a? IZABEL Nada! D. CARLOS Nada, e eu vejo-te ...
... os terriveis presentimentos que me assaltam o espirito! D. CARLOS (Offerecendo-lhe o braco) Vem commigo destrair-te. 'E o amor que ...
... o italiano f^or o senhor d'este paiz, por mais altivo e orgulhoso que o povo hespanhol seja, o jugo ferreo do despotismo ha de vir em seguida comprimil-o ...
... tem feito grandes conquistas no mundo! Na Franca op'era milagres! na Suissa d'a nobres exemplos! na America offerece lic~ao proficua! no nosso ...
... que, modesto at'e ao extremo, nem mesmo entre os seus mais intimos e mais leaes amigos quer ser o primeiro quando a verdade 'e que nenhum de n'os ...
... quem sabe se a difficuldade da sua posic~ao politica, 'e hespanhol e liberal, foi o mais valente caudilho da revoluc~ao de Cadix, 'e um cidad~ao benemerito, ...
... ditas, quando um dos ajudantes do marechal deita a cabeca de f'ora para v^er o que aquillo era, uns poucos d'homens disparam 'a queima roupa os seus ...
... Athens, also known as Xenophon of Athens, was a Greek historian, soldier, mercenary, and a contemporary and admirer of Socrates. He is known for his writings ...