Cover of O Annel Mysterioso

O Annel Mysterioso

Auhtor: Alberto Augusto De Almeida Pimentel

Language: english
Published: 1904

Genres:

war,  history
Downloads: 7
eBook size: 471Kb

Review by C. F. Hill, September 2007


Rating: (*****)
Copyright: Public Domain in the U.S.
Please check the copyright status in your country.

Excerpts from the Book 'O Annel Mysterioso':

... 47. 1904. PROLOGO DA 3. EDIO. Este um dos romances da minha mocidade. Foi publicado pelos editores da Bibliotheca Universal, de Lisboa, em 1873. ...
... no dia 17 em que ali entrou, que era impossivel qualquer defeza, mandou retirar pela estrada do Porto, resolvido a embargar denodadamente o passo ...
... Strech. Ferido no peito, se bem que houvesse dissimulado a gravidade do ferimento, conheceu que era perigoso o seu estado. Foi ento que se lembrou ...
... de todas estas desgraas a cidade foi posta a saque, por castigo da sua resistencia, como em casos taes se costuma praticar, saque que comeou pelas ...
... s tu sabes o segredo de todas as maguas, s tu podes contar as bagas de suor que ressumbram na fronte dos infelizes que tu no matas logo, para que ...
... em que doideja. Quer adejar e sorrir. Mas para esta, como para todas as mariposas, depois do jardim, cujas flres beijou, ha de crepitar a chamma, que ...
... Mas, se me presta esse servio, quem lhe no dir, Rosina, que soprou no meu peito as labaredas que eu sinto escaldarem-me o sangue quando volvo os olhos ...
... da Frana, quella hora em que o sangue, o incendio, o saque, a tyrannia se erguiam como barreira entre o povo d'um e outro paiz. O Tunante de P-de-Moira ...
... os francezes pelas brigadas de Sarrut e Marisy. Estas eram as evolues das tropas inimigas, em Amarante, hora em que deixamos Graa Strech e Rosina ...
... passar na ponte d'Alcantara. Reportemo-nos ao dia 14, dia assignalado pela brilhante defeza d'esta ponte durante mais de seis horas. Eram oito da ...
... patria, nos braos d'um homem estranho. O ferido, apesar de cada vez mais se lhe embargar a voz na garganta, proseguiu com longas pausas:. -Tu eras ...
... era boa, e quizeste-me para instrumento da tua vingana. O que tu no suppunhas era que o teu sonho fosse a esse tempo o meu-dar-te liberdade. que eu ...
... d'armas, no poderemos fazer juizo seguro, mas esse ser o fio de Ariadna que depois nos guiar no labyrintho de nossas pesquisas. -Tens tido ...
... toda a guerra peninsular-aos luso-anglos. victoria de Salamanca seguiu-se a tomada de Madrid, e tomada de Madrid o assedio ao castello de Burgos pelos ...
... cinco annos retradas, e gastas em ardentes expanses que as volveram momentos, foi o regimento de infantaria 18 ouvir missa egreja da lapa e o regimento ...
... em seus pensamentos. A carta era de Rosina. Conjecturava elle que j devia ser me quando a escrevia. Que diria ella. Coisas tristes, de certo. Os ...
... Encostou-se ombreira da porta e comeou tangendo a guitarra. Como no pedia esmola, interrompia-se a miudo para receber os bolos que lhe davam os habitus ...
... pequena era essa. perguntou no grupo um commis-voyageur. -Era uma pequenita que parecia um passarinho encostado a uma harpa. Acompanhava-a ...
... que s obedecem ao impulso do corao ora o corao era bom, e as obras boas sahiam, portanto. Nascera, como o co de quinta, para a ociosidade, mas, como ...
... e manipular um longo rolo de tabaco, perguntavam-lhe por que no vendia o annel. Respondia sempre:. -Porque este annel tem mysterio. E, surdo ...