Cover of O Inferno

O Inferno

Auhtor: Auguste Callet

Language: english
Published: 1871

Genres:

religion
Downloads: 224
eBook size: 340Kb

Review by Chandler, February 2006


Rating: (****)
Copyright: Public Domain in the U.S.
Please check the copyright status in your country.

Summary of the Book 'O Inferno':

Une Saison en Enfer (A Season in Hell) is an extended poem written and published in 1873 by French writer Arthur Rimbaud. It is the only work that was published by Rimbaud himself. The book had a considerable influence on later artists and poets for example the Surrealists.

Excerpts from the Book 'O Inferno':


... aprendel-o quando as primeiras lagrimas lhes tiverem delido as manchas escuras do intendimento. preciso ter chorado para comprehender a bem-aventurana ...
... fonte de dores do genero humano, posto que ainda no houvesse genero humano na desconhecida poca em que elle perturbou o co. Todos os transtornos ...
... de ns. A nossa raso corrompida absolve-os o velho Ado encontra sempre alguma desculpa ao peccado mas a f essa no. A f decreta a reprovao final dos gentios, ...
... que os hindostanicos so escravos dos mesmos prejuizos, acorrentados nas mesmas castas, vinculados s mesmas praticas, rojando e palpando no mesmo circulo ...
... mais do que em Deus. D'entre elles os peores que eu feri eram innocentes comparados comigo, e eil-os mortos intempestivamente, sem terem tempo de se ...
... duvida que mil vezes mais de perigo a sociedade onde os soccorros so muito menos do que os retiros abenoados. Que nos faz isso. De logar abrigado ...
... mandou. Eu que os trouxe no seio e os criei, vel-os-hei ir, sem lagrimas. Quem sabe onde iro quando nos deixarem. Cumpria que lhes vissemos o fundo d'alma ...
... mendigos que vagamundam nos campos os orphos que se recolhem aos hospitaes os soldados que marcham para as fronteiras os proscriptos esquecidos ...
... circulo, onde tudo pecca, cada qual se condemna sua vontade: um por fastio outro por vaidade, este por curioso, aquelle por pusillanime condemna-se ...
... o serem esmoleres e mais visivelmente se estremam por se absterem do mal. No so rixosos nem maldizentes: tem ainda mais caridade na lingua do que nas ...
... exacerbando com as suas mordeduras as ulceraes do fogo. Quer, conforme um verso de S. Marcos, que este estranho fogo, posto que material como o nosso, ...
... lhe era to intoleravel como as intalladelas da priso. Ora isto de certo era apenas um cantinho do inferno. Outros viajantes espirituaes foram mais ...
... que o local no dos melhores para taes desejos, e que s por milagre, em tal sitio e por muito tempo, possa haver similhantes delirios. Ora ahi ...
... a sua justia e infinita omnipotencia, por quanto a justia infinita e omnipotencia so em Deus, mas no constituem toda a sua essencia no ho de vr smente ...
... de almas gementes-Ai. o co surdo. o co surdo. N'este lance, uma voz sobrelevou a todas, dizendo:-Ensinai-nos, ao menos, Senhor, a utilidade ...
... a sua doutrinao. Isto bem o sabiam elles, e no o disseram, e deviam tl-o dito, sem medo, e no abafarem, como fizeram, o grito da consciencia. Este que ...
... a misso de o explicar aos homens. De modo que toda a auctoridade n'este mundo, j a da razo, j a dos livros sagrados, sme-se absorvida na soberana ...
... eternas, no tem o mesmo valor no conceito de toda a gente. Um protestante renegaria o inferno, apezar dos anathemas dos Concilios, se a Escriptura ...
... nossas irms, esposas, e mes, na sua Imitao, no Quotidiano christo, no Combate espiritual, na Vida dos Santos, no Livro d'ouro, no Pensai-o-bem, e em ...
... Mas Deus no me ha de comparar comvosco para absolver-me ou condemnar-me: ser com o modlo de perfeio que eu tenho no espirito, e que eu devra ter copiado ...